quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Em Palavras comuns

por Keissy Carvelli

E então começo a pensar sobre essas coisas todas. Pego o violão; folheio um livro velho; passo os olhos pela agenda já quase toda escrita; não saio do mesmo ponto: a falta que a falta faz.
Não, não é um tipo de alusão à música do Jay Vaquer, é a tradução exata de todas essas coisas que eu já não sei explicar.
Uma pulseira a mais no braço; um exercício resolvido; um cd tocando ao fundo; nada parece supir este tipo de lacuna que começa e termina não sei onde. Um infinito particular gritando sem ser ouvido e todas as tentativas soam provisórias, escoando a cada tropeço ou na falta dele.
"Esconda-se, corra, fuja". Não. Posso fazer diferente?
E então começo a pensar sobre essas coisas todas. Perco a prosa, o verso...

2 comentários:

Herr David disse...

Melhora depois do vestibular, moça. Mesmo.

pseudo poeta disse...

De maneira alguma, fico feliz que tenha me adicionado aos seus favoritos. Vou te adicionar também assim que tiver um tempinho :D.

Que bom que gosta do que escrevo, ás vezes tenho a impressão de que ninguém nunca leu, é bom saber que alguém gosta.

Um beijo.