segunda-feira, 22 de março de 2010


Nada de meu que lhe entreguei quero de volta. Não se pode querer o que foi entregue. Toalhas, cartões, canções, amores, detalhes, tanto faz. Foi entregue tudo desde o primeiro tocar dos lábios ao som de um rock qualquer numa tarde nem cinza nem azul. Uma tarde. Não é preciso nada além de uma tarde, ou uma noite, um minuto, um beijo, uma letra.
Do verde dos meus olhos ao escuro das minhas ideias tudo foi entregue a você. Dizer onde guardar, como lembrar, como se desfazer nunca foi minha vontade, será menos agora. Minha vontade era você, eu e você.
Dos detalhes seus dados a mim faço o que sentir. Rasgo, queimo, choro, escrevo, escondo, canto, tanto faz. Entregou-me tudo desde o primeiro tocar de lábios. O beijo é uma entrega.
Ouça um blues após dois ou três amores, goze no escuro em silêncio sussurrado no quarto ou quinto sexo. Brinque nas linhas de um livro no mês seguinte, na semana anterior, na próxima vida. Pode não lembrar os traços do meu rosto, o gosto da minha boca, o tom do meu gemido. Sentirá que aconteceu, algo aconteceu. Memórias, memórias são lembradas em outras mais distantes.
Entreguei-me a uma garrafa de conhaque, duas de café, um maço de cigarros dividido, uma ponta discutida. Não procurei esquecer. Se durmo não esqueço, meus sonhos são sonhados para não esquecer. Amores amados para serem esquecidos não são contados, tampouco escritos.
Se tudo calhar a sumir, desaparecer na fumaça de outras paixões, de outros sexos e lábios e fotos e camas e cinzas e azuis e pontas ainda terei uma história. Aqui.

4 comentários:

Beleza de Ser disse...

Aqui. Sempre resiste.

Steffi de Castro disse...

eu espero muito, muito mesmo, que este lindo texto não tenha sido baseado num acontecimento real.E mesmo que tenha sido, este não tão trágico e deprimente... Você escreve muito bem! Parabéns. Sabe, você consegue descrever rebuscadamente e sutilmente o que nós sentimos... Uma coisa tão simples, mas tão complexa.
Se puder, visita meu blog. Dá uma olhada nele e comenta, tá?
www.complexodasletras.blogspot.com

bárbara alencar disse...

marcante.

acho que o aqui, agora, é sempre marcante.

Yuan Sui disse...

I am just sceptical that this is even a excellent way to implement DRM, especially down to the point that no one, that I have ever met has a constant Internet connection! Now the whole point of DRM is to avoid piracy and to be perfectly honest, it doesn't...not at all. Why not? Well, let me explain, you know the 'Throw the Ring over the Stick to Win' that you normally get at farigrounds. Think of DRM as this.

Buy WOW Gold  RS Gold  Buy Diablo 3 Gold