terça-feira, 21 de abril de 2009

Só pro teu prazer

por Keissy Carvelli

Puxe meu cabelo, me olhe nos olhos e diz que sou tudo o que você quer apenas por uma noite, somente. Puxe meu cabelo e me olha com esses olhos de quem precisa de carinho, mas só conhece o sexo, e vai embora sem dar adeus.

Encoste-se em meu rosto e me toque de olhos fechados pelo tempo que quiser, e me faz provar dos teus sabores, seu desamores, seus gemidos e sussurros. Coloque-me na minha cama e cubra-se com meu lençol e me faz tremer para depois sorrir de triunfo.

Encontre minhas pernas sob a calça com apenas uma mão e deite a esquerda em meu cabelo negro e deixe-o embaralhar-se junto ao teu, e às bocas, e desejos e prazer. Deixe tua boca encostar minha pele e use qualquer palavra doce que possa tornar poético o pecado dos corpos.

Sinta-me por dentro como nunca sentiu outro alguém e encontre teus medos perdidos entre estes meus sentimentos, essas suas confusões e esse meu apego. Sinta-se na minha cama, no meu perfume, no meu colchão. Sente-se ao meu lado e me faça deitar ao teu.

Procure no teu travesseiro os vestígios do meu, e acorde precisando de homem, sexo, gozo para se esquecer dos nossos cabelos juntos, jogados ao sono.

Me use por uma noite, um mês. Me use para o teu sexo, a tua diversão, finja ser paixão e eu vou acreditar, para saciar o teu descontrole, e a tua insegurança. Encontre outros lábios por perto dos teus e não tão longe dos meus e me faça ver cada detalhe dos teus carinhos.

Me procure em qualquer madrugada cheia das tuas solidões disfarçadas de desprezo e pretensão, me conte do seu dia, dos teus risos, suas manias. Me conte sobre sua família enquanto me dá as mãos para fugir do frio e acenda um cigarro pra fumar comigo.

Esqueça as horas, a rua, a lua, e espere o sol nascer ultrapassando a cortina do meu quarto com teu corpo em transe jogado sobre o meu. E me esqueça, me esqueça rápido, antes que eu não possa mais te esquecer.


3 comentários:

D'angelo disse...

Será que esquece mesmo? Será que dá pra esquecer esse tipo de sexo gostoso demais da conta?
Bjo moça!!

Claudia Bittencourt disse...

"...use qualquer palavra doce que possa tornar poético o pecado dos corpos."
"E me esqueça, me esqueça rápido, antes que eu não possa mais te esquecer."
Muito bom.

É... geralmente não dá pra esquecer quando é assim.

=*

+ JeH + disse...

Gostei! =)